Melanoma subungueal: principais sintomas e como tratar

O melanoma subungueal é um subtipo de melanoma, mas que ainda causa uma série de dúvidas a seu respeito.

E isso acontece porque, como se trata de uma condição rara, a grande maioria das pessoas ainda têm dúvidas a seu respeito.

O melanoma de unha costuma se apresentar como uma mancha escura na unha, o que faz com que alguns pacientes fiquem em dúvida.

Afinal de contas, como se trata de um sintoma um tanto comum, é normal ficar na dúvida sobre quando se trata de um melanoma e quando não.

Em vista disso, tem sido cada vez mais necessário ficar atento em relação aos principais sintomas ou mesmo como diferenciar o melanoma de unha.

Esse melanoma que afeta a unha é muito mais raro do que os que acometem a pele. Devido a isso, por ser uma condição mais rara, diversas pessoas não conseguem identificar os sintomas da doença em seu estágio inicial.

Por consequência, demoram a buscar atendimento médico, dando oportunidade para que a patologia se desenvolva.

Então, para fazer com que as pessoas possam entender um pouco melhor a respeito desse assunto, nos tópicos seguintes iremos abordar tudo o que você precisa saber a respeito do melanoma de unha.

O que é melanoma subungueal?

Em suma, o melanoma de unha, também chamado de melanoma de unha, é um tipo de câncer, o qual afeta a região das unhas.

Trata-se de um câncer raro, mas que é possível identificar por conta de uma mancha vertical escura na unha, a qual aumenta de tamanho ao longo do tempo.

No entanto, esse é um tipo de câncer mais comum de acometer pessoas adultas, mas não tem causas muito bem definidas

Diferente do câncer de pele, o melanoma de unha não tem tanta relação com a alta exposição solar ou algo do gênero.

Na verdade, de acordo com os estudos científicos, essa patologia tem ligação com alguns fatores genéticos.

O subungual melanoma se desenvolve na matriz ungueal, é daí que vem o seu nome. Essa matriz nada mais é que uma camada mais fina que protege a pele abaixo da unha.

Por mais que seja um dos tipos de melanoma mais raros, ele também costuma ser o mais fatal dentre todos.

E o principal motivo é porque os pacientes costumam confundir o cancro com outras patologias que têm sinais parecidos, como hematomas ou infecções fúngicas.

O melanoma de unha é perigoso?

Como qualquer outro tipo de câncer melanoma, o subungueal também possui os seus riscos. Inclusive, ele costuma ser o mais fatal, se comparado com outros tipos.

No entanto, muito disso acontece devido ao fato de o seu diagnóstico ser tardio, o que contribui para a evolução do tumor.

Como os pacientes costumam até confundir com micose, acabam tratando o problema da maneira errada.

Mas, a partir do momento que se tem o diagnóstico correto e precoce, as chances de cura se tornam bem altas, já que o tratamento é bem eficaz.

Quais são os principais sintomas do melanoma de unha?

O principal sintoma do melanoma de unha é o aparecimento de uma mancha escura na unha que, na grande maioria das vezes, é preta ou marrom, na posição vertical.

Além disso, esse melanoma costuma afetar com mais frequência a unha do polegar ou o hálux, mais conhecido como o dedão no pé.

Fora isso, à medida que o tempo passa, a lesão não diminui, mas sim costuma aumentar a sua espessura. A depender do caso, outros sinais e sintomas do melanoma de unha são os seguintes:

  • Mancha que recobre a unha por inteiro;
  • Sangue no local da mancha;
  • Destruição total da unha (casos mais avançados);
  • Nódulo abaixo da unha, podendo ou não ter pigmentação.

Como as chances de cura se tornam maiores quando se tem o diagnóstico precoce, é fundamental saber quais são os principais sintomas do melanoma de unha.

Quais são as causas do melanoma de unha?

A verdade é que o melanoma de unha não possui uma causa específica, o que pode deixar ainda mais complicado a sua prevenção.

Até o presente momento, acredita-se que ele tenha uma ligação com alguns fatores genéticos. Por isso, se você tem algum familiar próximo que já teve algum câncer de pele, seja melanoma ou não, as suas chances de desenvolver esse problema são maiores.

No entanto, a exposição prolongada e contínua aos raios ultravioletas também pode culminar para o aparecimento dessa patologia.

Isso acontece porque a radiação solar pode estimular a expressão dos genes, o que pode levar ao desenvolvimento da doença.

Como é feito o diagnóstico do melanoma subungueal?

O diagnóstico da patologia deve ser feito por um dermatologista, a fim de que ele possa avaliar a sua condição.

Na maior parte das vezes, o profissional solicita uma biópsia, já que é a única forma de obter um diagnóstico preciso, confirmando ou não o melanoma na unha.

O grande problema acerca do diagnóstico é a facilidade em confundir com outras doenças que causam sintomas semelhantes.

Por consequência, isso pode gerar complicações para a pessoa, já que o tumor tem tempo para se desenvolver.

Inclusive, ele pode se tornar um melanoma metastático, haja vista que as células tumorais podem se espalhar para outras regiões do corpo.

Sendo assim, caso note a presença de uma mancha vertical e escura na unha, a melhor coisa a se fazer é procurar o dermatologista, para que ele faça os devidos exames.

Como diferenciar o melanoma subungueal de outras patologias?

Diversos pacientes confundem o melanoma de unha com infecções por fungos ou coisas semelhante. No entanto, é possível diferenciar, já que as situações apresentam poucas semelhanças.

No caso de micose, por exemplo, ocorre uma alteração na estrutura da unha. Ou seja, ela tende a mudar de cor e há uma alteração na textura da unha.

Devido a infecção por fungos, a unha começa a ficar mais grossa, o que é completamente o oposto do melanoma de unha.

Isso quer dizer que eles apenas se parecem visualmente falando, já que os seus sinais e sintomas são bem distintos.

Melanoma subungueal
Melanoma subungueal

Como tratar o melanoma subungueal?

No caso do câncer de pele, a cirurgia micrográfica de Mohs seria a mais indicada, já que é uma técnica segura e precisa.

Mas, no que se refere ao tratamento do melanoma de unha, primeiro é necessário fazer a remoção da unha para, em seguida, remover o tecido afetado.

Entretanto, nos casos mais graves, onde o melanoma já está muito avançado, pode ser que seja necessário amputar o dedo.

Isso é necessário porque esse tipo de câncer tem grandes riscos de metástase quando está em estágio avançado.

Fora isso, para diminuir as chances de recidiva, o médico ainda pode indicar tratamentos auxiliares, como a quimio e radioterapia.

O ideal é que tanto o diagnóstico quanto o tratamento sejam feitos o mais rápido possível. Dessa forma, aumenta ainda mais as chances de cura.

Referências

Melanoma of the nail unit. Disponível em:
https://dermnetnz.org/topics/melanoma-of-the-nail-unit

Common skin lesions. Disponível em:
https://dermnetnz.org/cme/lesions/melanoma

Cirurgia conservadora em caso de melanoma subungueal in situ. Disponível em:
http://www.surgicalcosmetic.org.br/details/469/pt-BR

Tags relacionadas: #melanoma subungueal fotos #melanoma subungueal tratamento #melanoma subungueal sintomas #melanoma subungueal tem cura #melanoma ungueal

Blog Especialista em câncer de pele Dr. Bones Jr.
Dr. Bones Junior

O Dr. Bones Jr. é graduado em Medicina pela Universidade Federal de Goiás e especializado em Dermatologia há mais de oito anos. Ele oferece atendimento e tratamentos humanizados, com técnicas de última geração, incluindo a especialização em Mohs, para proporcionar uma consulta dermatológica completa e eficaz.

Phone
WhatsApp
WhatsApp
Phone