Resultado de biópsia câncer de pele: saiba como funciona

É possível que você tenha algumas dúvidas a respeito do resultado da biópsia câncer de pele. O câncer é uma das doenças mais comuns no mundo todo. Não é à toa que há várias campanhas para conscientizar e que promovem o diagnóstico precoce. Afinal de contas, quanto antes se descobre, maiores são as chances de cura. 

Afinal de contas, a fim de obter maiores esclarecimentos a respeito dessa doença, o resultado da biópsia câncer de pele se torna essencial. No entanto, se é a primeira vez que você fez esse tipo de exame, é normal que tenha várias dúvidas.

Primeiro de tudo, como é feito esse exame? Qual é a sua finalidade? Ou, em alguns casos, alguns ainda se perguntam se a biópsia de fato é um exame confiável. Se você não tem o hábito de ler sobre esses assuntos, dúvidas como essas são comuns.

No entanto, a fim de fazer com que você tenha mais confiança em relação ao resultado de biópsia câncer de pele, todas as suas dúvidas devem ser sanadas. Portanto, se você quer obter mais informações a respeito desse assunto, é só conferir esse artigo. Confira!

O que é o exame de biópsia?

Antes de falarmos sobre o resultado da biópsia câncer de pele, você precisa saber do que esse exame se trata. Em suma, nada mais é que quando se remove uma pequena parte do tecido do tumor. Ou seja, é literalmente como se pegasse uma “espécime” do câncer que o paciente tem.

Mas, para fazer isso, deve-se utilizar técnicas que preservem a lesão inteira, de modo que a espessura do tumor possa se manter íntegra. Afinal de contas, o intuito desse exame é analisar o câncer com todos os detalhes.

No entanto, diferente do que algumas pessoas pensam, esse tipo de exame não serve apenas para o câncer. Na verdade, trata-se de um exame que é capaz de analisar qualquer nódulo suspeito, que pode ou não ser um câncer.

Ademais, é possível fazer a biópsia em diferentes regiões do corpo. No caso do câncer de pele, por exemplo, como é uma doença que pode acometer diferentes regiões, o exame deve ser feito no local indicado.

Na grande maioria das vezes, trata-se de um exame bastante simples, o qual é capaz de ser feito em um consultório médico, por exemplo. Contudo, há alguns tipos do qual se faz necessário remover algum órgão. Nesses casos, apenas um cirurgião é capaz de fazer.

Quais são os tipos de biópsia que existem?

Ao falar de resultado de biópsia câncer de pele, também deve-se levar em consideração que há mais de um tipo desse exame, e essa é uma informação que nem todas as pessoas sabem. O senso comum acredita que existe apenas um, mas não é verdade.

Na verdade, como esse exame pode ser feito em qualquer lugar do corpo, é possível dividir o exame de biópsia em:

  • Renal;
  • Líquida;
  • Hepática;
  • Medula óssea;
  • Pele;
  • Próstata;
  • Mama.

Esses são os locais mais “comuns” onde se faz esse exame. No entanto, em relação às suas técnicas, a divisão é um pouco mais categórica. Então, sobre as divisões do exame de biópsia, podemos citar:

Biópsia por shaving

Nesse caso, o médico precisa fazer apenas uma anestesia no local que será feito o exame. Feito isso, faz-se apenas uma raspagem das camadas superiores da pele. Para tal, deve-se utilizar uma lâmina cirúrgica, que é preparada para esse feito.

Esse tipo de biópsia é muito útil para diagnosticar uma série de doenças da pele e pintas, quando o risco de melanoma é baixo. No entanto, não é recomendado quando existe a suspeita de melanoma. E isso acontece porque não permite uma avaliação mais profunda do tecido.

Contudo, tanto o resultado de biópsia câncer de pele quanto a forma como o exame deve ser feito, apenas um profissional pode fazer.

Resultado de biópsia câncer de pele saiba como funciona
Resultado de biópsia câncer de pele saiba como funciona

Biópsia punch

Esse já é o tipo de biópsia em que o médico deve remover uma amostra um pouco mais profunda. Mas, para que isso possa ocorrer, deve-se utilizar um cilindro cortante, que é o equipamento mais bem preparado para esse caso.

O cilindro cortante, por ser mais robusto, tende a atravessar várias camadas da pele, e isso inclui a derme, epiderme e parte superior do nosso tecido celular subcutâneo. Ou seja, trata-se de algo muito mais profundo, que é essencial nesse caso.

Ademais, em relação ao resultado de biópsia câncer de pele, também é um médico especialista que deve fazê-lo. O mesmo ocorre em relação ao procedimento do exame.

Biópsia incisional e excisional

Já essa biópsia é ideal para examinar um tumor que está localizado nas camadas mais profundas da pele. Mas, para que isso possa acontecer, o médico precisa ministrar uma anestesia local. Feito isso, utiliza-se um bisturi.

Com essa ferramenta, é preciso remover uma camada da pele, a qual se encaminha para fazer alguns exames. Contudo, a biópsia do tipo incisional deve remover apenas uma parcela do tumor. Agora, a excisional, deve remover por inteiro.

Quando há grande suspeita de um câncer do tipo melanoma, essa é a técnica que os médicos mais preferem, uma vez que tende a ser mais assertiva.

Biópsia óptica

À medida que o tempo passa, é normal que a medicina tenha alguns avanços. E a biópsia óptica é um grande exemplo disso. Nesse caso, para que o médico avalie, não é preciso retirar nenhum tipo de amostra da pele.

É o que acontece quando a biópsia óptica se faz através da microscopia confocal reflectante, por exemplo.

Exame de um possível câncer de pele
Exame de um possível câncer de pele

Como é feita a biópsia?

Outra dúvida atrelada ao resultado da biópsia câncer de pele diz respeito a como esse exame é feito. No entanto, como você pôde notar, trata-se de um exame que possui mais de um tipo. Sendo assim, o procedimento varia de acordo com a sua aplicação.

Mas, no geral, a biópsia é um procedimento um tanto quanto simples e rápido. Inclusive, não demanda qualquer tipo de internamento hospitalar. No entanto, para que esse exame seja feito, é necessário administrar uma anestesia local.

Contudo, a biópsia não causa qualquer tipo de dor. Mas, alguns segundos após o procedimento, pode acontecer de o paciente sentir um pouco de ardor. E isso acontece por conta da anestesia que se aplica no local.

Ademais, assim que se faz todo o procedimento de coleta, deve-se enviar o material para um laboratório. Lá, o profissional irá avaliar e dar o resultado de biópsia câncer de pele.

Por que o resultado da biópsia câncer de pele demora?

Isso acontece porque, diferente dos exames de imagem, os laudos de biópsia precisam de mais tempo para ficarem prontos. Afinal de contas, é preciso sujeitar o material a uma análise detalhada de um patologista, e isso leva tempo.

Assim que os profissionais tomam posse do material, eles envolvem o microscópio, a olho nu, com uso de químicos e coloração. Fora isso, o resultado depende do tipo de material que será biopsiado, uma vez que cada material requer um tempo diferente.

Contudo, não se pode deixar de levar em consideração o tempo para transcrever o resultado de biópsia câncer de pele e enviar para o laboratório. Entretanto, existe a possibilidade de intercorrência, o que aumenta ainda mais o prazo.

Post Anterior: Tipos De Manchas Na Pele Que Podem Ser Câncer: Saiba Mais

 
Blog Especialista em câncer de pele Dr. Bones Jr.
Dr. Bones Junior

O Dr. Bones Jr. é graduado em Medicina pela Universidade Federal de Goiás e especializado em Dermatologia há mais de oito anos. Ele oferece atendimento e tratamentos humanizados, com técnicas de última geração, incluindo a especialização em Mohs, para proporcionar uma consulta dermatológica completa e eficaz.

Phone
WhatsApp
WhatsApp
Phone