Câncer de pele na mão: saiba a respeito para se prevenir

Algumas pessoas não tem conhecimento a respeito doenças para se prevenir, como por exemplo o câncer de pele na mão. O brasileiro é um povo muito receptivo. No entanto, em sua formação acadêmica, infelizmente adquire algumas deficiências devido a falta de estrutura do ensino. 

De 100% dos cânceres diagnosticados todos os anos no país, cerca de 30% são de câncer de pele, e 90% do tipo benigno. Contudo, os 10% restantes considerados malignos, caso sejam diagnosticados de forma precoce, as chances de cura são de 9 em cada 10 pessoas.

Se a população fosse educada com políticas públicas eficazes, os números de mortalidades iriam reduzir bastante. Afinal, o maior número de mortos em casos graves é de homens, devido a esses procurarem a medicina muito tarde.

O câncer de pele na mão não é muito conhecido entre os brasileiros. No entanto, é essencial ter conhecimento a seu respeito. Afinal de contas, quanto antes identificar, maiores são as chances de obter algum tipo de melhora.

Portanto, se você quer saber um pouco mais sobre o câncer de pele na palma da mão, não deixe de conferir esse artigo, onde iremos falar com mais propriedade sobre ele. Confira!

Câncer de pele na mão saiba a respeito para se prevenir
Câncer de pele na mão saiba a respeito para se prevenir

Câncer de pele na mão

O tipo de câncer de pele na mão é muito incomum de ocorrer, sendo considerado raro. No entanto, na grande maioria das vezes, ocorre em pessoas que trabalham expostas à luz solar durante anos de suas vidas.

Sua ocorrência se dá em especial em homens de pele clara, que não têm práticas preventivas e de idade (em sua maioria) de 40 anos ou mais sem comorbidades e que desconheciam casos de neoplasia de pele em suas famílias.

Normalmente, as pessoas com este tipo raro de câncer de pele na mão, se queixam de lesões que não cicatrizam. Essas lesões ocorrem, em sua maioria, no dorso das mãos. No entanto, em casos mais raros, pode haver câncer de pele na palma da mão, o que dificulta as suas atividades no dia a dia.

O que o câncer de pele na mão pode causar?

O câncer de pele na mão, tem um potencial agressivo de causar impacto social e econômico na vida dos seus acometidos. Afinal de contas, causam graves dificuldades no uso dos seus membros superiores, os quais são essenciais.

O processo de reconstrução dessas áreas de forma natural é muito delicado. E isso acontece porque esse tipo de tumor cutâneo maligno é de lenta recuperação. Com isso, faz-se uso de enxertos de pele na área comprometida em caso de cirurgia. Contudo, acomete o aspecto da pele no local.

Ainda que haja um leve comprometimento do local operado cirurgicamente, esse tipo de reconstrução permite uma melhor recuperação relacionado ao tempo. Fora isso, permite incisões menores e menos perceptíveis.

Pessoas que trabalham em especial com instrumentos agrícolas, ou uso de produtos químicos sem a devida proteção, podem desenvolver o câncer de pele na mão com uma maior frequência. Afinal de contas, os danos solares são repetidos, o que contribui para a formação do mesmo.

Como as mãos e as palmas das mãos são locais onde há um tipo de pele mais sensível, pessoas com o diagnóstico e com todo o tratamento cirúrgico já efetuado devem fazer acompanhamento constante durante toda a sua vida para prevenir novas lesões.

Quais as principais formas de prevenção do câncer de pele na mão?

Agentes químicos, o não uso de luvas nas mãos e deixar de usar protetores solares, por exemplo, podem contribuir para o desenvolvimento desse tipo de câncer de pele raro. Sendo assim, o primeiro passo para evitar e tomar esses cuidados.

Usar luvas nas mãos ao lidar com produtos químicos e vestimentas com proteção contra raios solares são extremamente indicadas. Contudo, o seu uso deve ser constante, sempre que tais trabalhos forem empregados.

O uso de protetores solares nas mãos e nos braços são ideais. Ademais, não esqueça do uso de camisetas de manga longa com proteção contra raios ultravioleta. Porém, o uso de luvas também irá ajudar contra queimaduras solares.

Mãos com tatuagem atrapalham o tratamento cirúrgico?

Uma dúvida bem comum acerca do câncer de pele na mão é se as tatuagens, de alguma forma, podem influenciar no tratamento. Mas, quanto a isso, você deve saber que, se existir tatuagem na região das mãos, em sua maioria não contribui um problema.

E isso se torna ainda mais verdade nos casos em que se emprega a radioterapia. Contudo se é uma intervenção cirúrgica onde se retira um pedaço, pode, para o paciente, constituir um problema estético.

Em muitos casos desse tipo, pode ocorrer caso haja a presença de tatuagem, interferência direta no desenho, desfigurando-o. Vale lembrar que em caso de tratamento radioterápico, não há interferência alguma.

Contudo, recomenda-se que, em casos onde haja esse tipo de procedimento cirúrgico de remoção da pele, você se aconselhe com o médico especialista se pode ou não fazer o retoque do desenho tatuado. Afinal, é necessário que não haja mais sinais de radiodermite e o diagnóstico de cura.

Tatuagem pode causar câncer de pele na mão?

A resposta é: “sim!” mas com alguns poréns, como por exemplo: a tatuagem pode esconder sinais de possíveis câncer de pele. Contudo, a tinta da tatuagem não causa câncer de pele, mas ao “esconder” possíveis sinais podem causar sérios danos aos pacientes.

A lógica que se aplica aqui é a seguinte: todo tipo de câncer seja ele de pele ou não, caso diagnosticado em fase inicial, as chances de cura são enormes! E no caso do câncer de pele na mão, não é nem um pouco diferente.

Então pelo fato de a tatuagem esconder os sinais, torna mais difícil diagnosticar de forma precoce. Sendo assim, as chances de cura tendem a diminuir bastante.

Se o paciente assim desejar, ele pode remover a tatuagem após a intervenção do procedimento cirúrgico de retirada do pedaço da pele com o tumor. No entanto, é necessário esperar um grande período, pois o mesmo não pode apresentar mais lesões nem sintomas.

Não há contraindicação no uso do laser após o tratamento de câncer de pele na palma da mão. Porém, a pele deve estar totalmente cicatrizada e não haver mais sintomas de novas lesões, tumores ou queimaduras. Então, tire suas dúvidas com o médico que acompanha seu caso.

Post Anterior: Câncer De Pele No Pé: Entenda E Saiba Como É

 
Blog Especialista em câncer de pele Dr. Bones Jr.
Dr. Bones Junior

O Dr. Bones Jr. é graduado em Medicina pela Universidade Federal de Goiás e especializado em Dermatologia há mais de oito anos. Ele oferece atendimento e tratamentos humanizados, com técnicas de última geração, incluindo a especialização em Mohs, para proporcionar uma consulta dermatológica completa e eficaz.

Phone
WhatsApp
WhatsApp
Phone